Voltar

Férias? E para o cão, é o início da solidão?

COMAC

As férias de verão nos oferecem a oportunidade de aproveitar dias especialmente belos e agradáveis ao ar livre, de admirar a natureza exuberante, de viajar e sobretudo, de conviver e dar atenção aos nossos amigos caninos. Mas, este período vai encerrar: é a volta para a cidade, aos afazeres, a nossa rotina, o que incluí, muitas vezes, longas horas de ausência no decorrer do dia. A casa fica “vazia” e o silêncio toma conta do ambiente. Os membros humanos da família, embora se ressentindo desta mudança, compreendem e se reorganizam às novas exigências. Porém, de que forma essa transformação de vida, repercute sobre os membros caninos da família? Ficar em um quintal ou apartamento o dia inteiro, não ter contato com outros animais, andar pela casa vazia quando a família sai, não ter para quem latir,... sentir-se só é um mal que não aflige apenas ao homem. Condições como essa podem despertar nos cães sensação de solidão de monotonia e ociosidade, o que desencadeia comportamentos indesejáveis. A falta de companhia, das brincadeiras, dos passeios e principalmente da atenção é muito dolorosa. Sem dúvida, há uma inevitável parcela de tristeza a ser superada pelos “pets”.

No entanto, esse comentário, não tem o propósito de provocar culpas ou desconforto. É sim, um alerta, sobre a necessidade de amenizar essa solidão, de criar alternativas, de buscar soluções com antecipação. O cão é um animal social e, como para nós, o isolamento é prejudicial ao seu bem estar.